UM ANO DE ORDENAÇÃO EPISCOPAL

Um ano de ordenação episcopal

Há exatamente um ano, na Sé Catedral de Nossa Senhora da Penha no Crato, era ordenado bispo, Dom Francisco Edimilson Neves, e assim a Igreja do Ceará ganhava um novo “Dom”

No dia de hoje, é com muita alegria que nossa diocese, juntamente convosco, rende louvores a Deus, pelo imenso dom do Sacerdócio, de modo especial em comemoração pelo seu primeiro ano de vida episcopal.

Sabemos que Deus o chamou, configurando-o à sua semelhança, confiando a ti uma missão. Como Jeremias, o grande profeta diz: “Antes de formar-te no seio materno te conhecia, antes de nascer, eu já te havia consagrado, e te estabeleci profeta das nações”.

Estas palavras fazem tremer a alma sacerdotal, pois Deus convida os sacerdotes para uma vocação santa, não devido as suas obras, mas segundo o seu propósito e a sua graça.

A mãe Igreja nos ensina que, embora pequeninos, os sacerdotes são seres capazes de agir com liberdade, de amar com o mesmo amor de Deus, e tem por missão dar o perdão, a paz, o amor e a vida, como Cristo a deu.

Não se pode celebrar um aniversário de ordenação episcopal, sem antes elevar os olhos ao primeiro e supremo sacerdote, Nosso Senhor Jesus Cristo, que com a sua beleza e proposta o arrasta em seu amor e o conduz a oblação de sua vida por amor.

Assim, o seu sacerdócio, brota do amor de Cristo que ofertou a sua vida, e do amor misericordioso do Pai, que quis salvar todos os homens.

Podemos observar como a graça da ordenação sacerdotal e episcopal o transforma, capacitando-o a agir in Persona Christi, e assim sendo tomado por Cristo, ser dispensador dos mistérios da salvação.

Podemos afirmar que comemorar o aniversário de ordenação é comemorar a vida, pois o sacerdote não é apenas o homem da liturgia, mas faz da sua vida um culto litúrgico, uma entrega, uma doação.

Agradecemos ao Senhor Deus, por tê-lo como nosso Pastor…
PARABÉNS!

Texto: Jornalista Dalila Lima (MTE 3825) Pascom.
Foto: Joaquina Nascimento

 

Liturgia Diária

Evangelho: 5ª-feira da 11ª Semana do Tempo Comum

Santo: São Luís Gonzaga

Mensagem do Bispo

Uma Igreja Viva e Ministerial