A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus

“Com Jesus Cristo, renasce sem cessar a alegria” (EG 1).

O Santo Padre Francisco nos convida em sua exortação apostólica “Evangelii Gaudium”, a iniciarmos o ano de 2014 com um renovado empenho evangelizador e sob o sinal da ALEGRIA. Eis um belo convite que gostaríamos de lançar, hoje, aos nossos agentes de pastoral, quando elaboramos o calendário de atividades para o novo ano.
O Papa nos convida a assumir “uma nova etapa evangelizadora” na vida da Igreja, que venha renovar o anúncio do Evangelho numa sociedade marcada pela tristeza que nasce da mesquinhez de seus ideais.

Neste contexto, o evangelizador deve ter perfeita consciência do valor inestimável dos dons divinos que está oferecendo às pessoas: a Palavra que converte e a graça que transforma o coração dos que se aproximam da fé. É normal, então, que, como já dizia Santo Agostinho no século V da era cristã, o primeiro que se deve exigir do evangelizador é “que ele transmita as verdades da salvação com alegria”.

A evangelização reconhece, como diz o papa Francisco, três âmbitos diferentes de atenção:
1º) Os que participam habitualmente da vida da Igreja, com maior ou menor frequência, mas que precisam ser incendiados pelo fogo do Espírito.
2º) Os afastados que, mesmo batizados, não reconhecem Jesus como seu Senhor e Salvador, nem valorizam sua pertença à Igreja.
3º) Os que, de fato, não conhecem Jesus como Salvador e têm direito a serem evangelizados.

É bom retomarmos o PLANO diocesano de PASTORAL para concretizar os compromissos assumidos na última assembleia, aliás, em plena sintonia com esses âmbitos de evangelização.

Que o Senhor bendiga nosso povo e projetos de missão para que possamos servir com renovado ardor à causa da Nova Evangelização!

+ Francisco Javier Hernández Arnedo, OAR
Bispo de Tianguá

 

Liturgia Diária

Evangelho: 4ª-feira da 33ª Semana do Tempo Comum

Santo: São Gelásio I

Mensagem do Bispo

Uma Igreja Viva e Ministerial