Dom Frei Francisco Javier Hernández Arnedo, OAR

Dom Frei Francisco Javier Hernández Arnedo, OAR

Bispo Emérito da Diocese de Tianguá

Ordenação Episcopal : 19 de maio de 1991

Data de Nascimento: 13 de janeiro de 1941

Ordenação Presbiteral: 18 de julho de 1965

domxavier@yahoo.com.br

Nasceu em Cascante, Navarra, Espanha, a 13 de janeiro de 1941. Estudou humanidades nos seminários da Província de São Nicolau, em Lodosa-Navarra (1953-56) e Fuenterrabía-Guipúzcoa (1956-60). Ingressou no noviciado, em Monteagudo-Navarra, onde professou em 2 de setembro de 1961. Em 18 de julho de 1965, foi ordenado sacerdote, em Marcilla-Navarra, pelo Bispo agostiniano-recoleto Dom Frei Arturo Quintanilla. Posteriormente, foi destinado a Roma, Itália, onde conseguiu a licenciatura em Teologia Dogmática na Universidade de Santo Tomás de Aquino, “Angelicum” (1966).

Nos anos 1966-1968 realizou seus estudos de especialização em Teologia Moral, no “Alfonsianum”, Roma.

Destinos e cargos ocupados:

De 1968 a 1973, ensinou Teologia Moral e Teologia Dogmática, no Teologado da Ordem, em Marcillia. Em 1973, tendo se oferecido voluntário para colaborar na formação dos candidatos ao sacerdócio, na Província agostiniano-recoleta de Santa Rita de Cássia, chega ao Brasil no dia 04 de dezembro de 1973, e é destinado à Franca/SP, onde, durante 12 anos, lecionou no Curso de Filosofia que ajudou a implantar no Seminário agostiniano de N. Senhora Aparecida. De 1979 a 1985, foi pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Franca, anexa ao convento, onde favoreceu o processo de descentralização da Paróquia em Setores, a organização de comunidades de base urbanas e rurais, construção de capelas e intensa participação do laicato nos diversos serviços pastorais, sobretudo na catequese.

De 1976 a 1982, foi também definidor provincial e presidente do Secretariado de Formação. Em julho de 1985, encerra o período de voluntariado e regressa à pátria. Após alguns meses de atualização teológica, em. Madri, é enviado pelos seus superiores de volta ao Brasil para trabalhar na paróquia de Santa Rita de Cássia, em Manaus, no bairro da Cachoeirinha (1986-1991). De 1987 a 1989, foi, também, Coordenador da Pastoral arquidiocesana e Vigário Episcopal da Região Leste de Manaus. No seminário arquidiocesano, lecionou disciplinas de filosofia e espanhol. No dia 6 de março de 1991, às 12h00 de Roma (08h00 de Brasília), a Rádio Vaticana anunciava a nomeação do frei Francisco Javier como novo Bispo da Diocese de Tianguá, CE. No dia 19 de maio de 1991, Festa de Pentecostes, Frei Javier recebia a ordenação episcopal das mãos do Cardeal Dom Aloísio Lorscheider, acompanhado por Dom Clovis Frainer, arcebispo de Manaus e Dom Florentino Zabalza Iturri, bispo-prelado da Prelazia de Lábrea. A solene liturgia foi celebrada na catedral de Manaus. No dia 24 de junho, ingressou na Diocese de Tianguá.

Cargos exercidos na CNBB no Regional Nordeste I:

Dom Francisco Javier foi Bispo Responsável da Juventude (1992-1998); do Conselho Regional de Leigos (1992-2005); da Dimensão Bíblico-catequética (1998-2003) e da Dimensão missionária. Desempenhou o cargo de Vice-presidente do Regional Nordeste I(1995-2000).

À nível nacional da CNBB:

Dom Javier foi membro do Conselho Diretor do MEB (Movimento de Educação de Base) – [1998-2001]. Bispo responsável pela Dimensão Bíblico-Catequética (1998-2003) e membro da Comissão Episcopal Pró-Amazônia (2003-2011).

Seu Lema episcopal reza: “Bonus eris minister”.

 

Liturgia Diária

Evangelho: 2ª-feira da 20ª Semana do Tempo Comum

Santo: São Pio X, Papa

Mensagem do Bispo

Uma Igreja Viva e Ministerial