6ª-feira da 27ª Semana do Tempo Comum

1ª Leitura – Jl 1,13-15; 2,1-2

Está chegando o dia do Senhor. É um dia de escuridão fechada. 

Leitura da Profecia de Joel 1,13-15; 2,1-2

13 Ponde as vestes e chorai, sacerdotes, 
gemei, ministros do altar. 
Entrai no templo, deitai-vos em sacos, 
ministros de Deus; 
a casa de vosso Deus está vazia 
de oblações e libações. 
14 Prescrevei o jejum sagrado, 
convocai a assembléia, 
congregai os anciãos 
e toda a gente do povo 
na casa do Senhor, vosso Deus, 
e clamai ao Senhor: 
15 ‘Ai de nós neste dia! 
O dia do Senhor está às portas, 
está chegando com a força devastadora da tempestade. 
2,1 Tocai trombeta em Sião, 
gritai alerta em meu santo monte; 
tremam os habitantes da terra, 
que está chegando o dia do Senhor, 
ele está às portas. 
2 É um dia de escuridão fechada, 
dia de nuvens e remoinhos; 
como aurora espraiada nos montes, 
assim é um povo numeroso e forte, 
tal como jamais se viu algum outro 
nem jamais se verá, 
até aos anos de gerações futuras. 
Palavra do Senhor. 

Salmo – Sl 9,2-3. 6.16. 8-9 (R. 9a)

R. O Senhor há de julgar o mundo inteiro com justiça 
2 Senhor, de coração vos darei graças, * 
as vossas maravilhas cantarei! 
3 Em vós exultarei de alegria, * 
cantarei ao vosso nome, Deus Altíssimo! R.

6 Repreendestes as nações, e os maus perdestes, * 
apagastes o seu nome para sempre. 
16 Os maus caíram no buraco que cavaram, * 
nos próprios laços foram presos os seus pés. R.

8 Mas Deus sentou-se para sempre no seu trono, * 
preparou o tribunal do julgamento; 
9 julgará o mundo inteiro com justiça, * 
e as nações há de julgar com eqüidade. R. 

Evangelho – Lc 11,15-26

Se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 11,15-26

Naquele tempo, Jesus estava expulsando um demônio: 
15 Mas alguns disseram: 
‘É por Belzebu, o príncipe dos demônios, 
que ele expulsa os demônios.’ 
16 Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. 
17 Mas, conhecendo seus pensamentos, Jesus disse-lhes: 
‘Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; 
e cairá uma casa por cima da outra. 
18 Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, 
como poderá sobreviver o seu reino? 
Vós dizeis que é por Belzebu que eu expulso os demônios. 
19 Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, 
vossos filhos os expulsam por meio de quem? 
Por isso, eles mesmos serão vossos juízes. 
20 Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, 
então chegou para vós o Reino de Deus. 
21 Quando um homem forte e bem armado 
guarda a própria casa, 
seus bens estão seguros. 
22 Mas, quando chega um homem mais forte do que ele, 
vence-o, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava, 
e reparte o que roubou. 
23 Quem não está comigo, está contra mim. 
E quem não recolhe comigo, dispersa. 
24 Quando o espírito mau sai de um homem, 
fica vagando em lugares desertos, à procura de repouso; 
não o encontrando, ele diz: 
‘Vou voltar para minha casa de onde saí’. 
25 Quando ele chega, encontra a casa varrida e arrumada. 
26 Então ele vai, e traz consigo 
outros sete espíritos piores do que ele. 
E, entrando, instalam-se aí. 
No fim, esse homem fica em condição pior do que antes.’ 
Palavra da Salvação.

Reflexão – Lc 11, 15-26

O reino de Deus chegou até nós com toda a sua força contra o mal e suas conseqüências. Mas porque é que sempre temos a impressão que o mal está vencendo o bem e que as coisas estão sempre piorando? A verdade é que vemos a realidade em si sem sermos capazes de interpretar os sinais dos tempos que se apresentam a nós. Assim sendo, até mesmo as coisas boas que Deus realiza no meio de nós são interpretadas como coisas más e, por isso, nós bloqueamos até mesmo as coisas boas que Deus realiza, vendo nelas, por motivos egoístas e por dureza de coração, coisas más, como fizeram os judeus.

Fonte: CNBB 

 

Liturgia Diária

Evangelho: 5ª-feira da 28ª Semana do Tempo Comum

Santo: São Paulo da Cruz

Mensagem do Bispo

Uma Igreja Viva e Ministerial